Cão morto em SP: Carrefour terá que pagar R$ 1 mi para cuidados de animais

UTI
Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje
25 de março de 2019
Queixas contra planos de saúde
Queixas contra planos de saúde são maioria em ações judiciais
31 de março de 2019
Cão

Cão

A rede de supermercados Carrefour terá que depositar R$ 1 milhão em um fundo a ser criado pelo município de Osasco (SP) para combater os maus-tratos aos animais. A decisão foi firmada através de um Termo de Compromisso entre a empresa, o município e o MP-SP (Ministério Público de São Paulo). O acordo vem em resposta à morte da cadela Manchinha, agredida por um segurança dentro de uma loja da rede em 28 de novembro. O termo foi firmado pelo promotor de Justiça Gustavo Albano Dias da Silva.

O MPSP informa que, do montante a ser depositado, R$ 500 mil serão destinados para a esterilização de cães e gatos, R$ 350 mil para a compra de medicamentos para o Hospital Municipal Veterinário e o Canil Municipal, e o restante para a distribuição de rações para ONGS e entidades voltadas a proteção de animais em Osasco. A rede está passível a multa de R$ 1 milhão por dia caso descumpra suas obrigações. A fiscalização do acordo quanto à utilização e destinação do dinheiro por parte do Carrefour ficará a cargo da Promotoria de Justiça. Em nota, o Carrefour informou que participou do acordo a partir de seu “compromisso e transparência com toda a sociedade”. “já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades, com ações concretas em curso na cidade de Osasco e no país”.

Fonte: Do UOL, em São Paulo

× Converse pelo WhatsApp