Juiz condena operadora de plano de saúde por negar atendimento emergencial a criança encontrada com pedaços de vidro na boca

Prefeitura de São Bernardo indenizará motociclista por acidente
26 de janeiro de 2018
Plano de saúde deve realizar cirurgia para inserção de próteses
27 de fevereiro de 2018

O juiz titular do 11º Juizado Especial Cível da Comarca de Manaus, Francisco Soaresde Souza, condenou uma operadora de plano de saúde que negou-se a oferecer atendimento a uma cliente que procurou assistência hospitalar, em caráter de urgência, depois que o filho, de 1 ano e 8 meses – seu dependente no plano -, foi encontrado com pedaços de vidro na boca e com suspeita de também ter engolido. A justificativa para negar o atendimento foi por atraso de seis dias no pagamento da mensalidade.

Para ver a matéria completa clique no link ao lado: aasp.org.br

× Converse pelo WhatsApp Available from 08:00 to 18:00