Mães poderão escolher local do parto na rede municipal de saúde

Justiça suspende resolução do Cofen na área de estética
16 de novembro de 2017
Campanha da ANS volta à mídia para esclarecer direitos dos beneficiários de planos de saúde
16 de novembro de 2017

A gestante deve ter livre escolha na hora de decidir o hospital municipal que irá ter bebê. Esta é a proposta do vereador Alessandro Guedes (PT).

Por meio do Projeto de Lei 212/2015, ele quer instituir um programa onde a mãe decide a unidade hospitalar mais adequada para ela.

Por meio do Projeto de Lei 212/2015, ele quer instituir um programa onde a mãe decide a unidade hospitalar mais adequada para ela. O texto já foi aprovado em primeira votação e segue em tramitação da Câmara Municipal de São Paulo.

A ideia é que a munícipe sinta-se à vontade, motivada, em especial, pela confiança e segurança estabelecida por ela com o local. Atualmente, as gestantes fazem o pré-natal nas UBS’s (unidades básicas de saúde) da Prefeitura. No entanto, segundo a justificativa do petista, na hora do parto a mãe acaba tendo que se valer do hospital municipal mais próximo da residência.

Ele acredita que este formato nem sempre é a melhor opção.

Fonte: Câmara Municipal de São Paulo

× Converse pelo WhatsApp Available from 08:00 to 18:00