TJSC – Operário ganha na Justiça o direito a auxílio-acidente por amputação parcial de dedo

Mãe consegue na Justiça acesso a prontuário médico de filho que faleceu em hospital
22 de abril de 2016
ANS lança informativo com dados do ressarcimento ao SUS
1 de maio de 2016

22/04/2016

A 1ª Câmara de Direito Público do TJ manteve sentença que reconheceu a um operário o direito de perceber benefício de auxílio-acidente, no percentual de 50% sobre o salário, por amputação parcial do dedo maior da mão esquerda, após acidente durante o trabalho. De acordo com o processo, a autarquia aduziu que a lesão do montador é mínima e não interfere em sua capacidade laboral.

No entanto, para desembargador Jorge Luiz de Borba, a lei não faz referência ao grau de lesão, visto que são necessárias apenas duas constatações: a redução temporária da capacidade para o trabalho e o nexo de causalidade entre o labor desenvolvido e as moléstias que acometem o segurado.

“Infere-se dos autos que o obreiro, durante o desempenho da sua função como montador de artefatos, sofreu a amputação traumática parcial do terceiro dedo da mão esquerda, a qual, segundo o perito médico, reduz a sua capacidade laboral, ainda que em grau mínimo”, concluiu o magistrado. A decisão foi unânime (Ap. Cív. n. 2016.008947-6).

Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina