Adolescente que teve atendimento negado em hospital de Itirapina será indenizado

Aposentado tem até o fim deste mês para fazer prova de vida
9 de dezembro de 2014
Pacientes tiveram que recorrer à Justiça para manter o atendimento
19 de dezembro de 2014

10/12/2014

A 1ª Câmara Extraordinária de Direito Público do TJSP condenou o Município de Itirapina a indenizar um adolescente em R$ 20 mil, por danos morais, em razão da falta de atendimento médico na rede pública de saúde.

Em abril de 2009, o garoto, com 14 anos na época, foi picado por uma cobra cascavel. Como sabia que o animal era venenoso e sentia dores, dirigiu-se a um hospital municipal, onde teve os primeiros-socorros negados por ser menor. Ele retornou ao local com um parente e, algumas horas depois, foi transferido para um estabelecimento em Rio Claro e lá permaneceu nove dias internado.

 “Se o adolescente tivesse sido ao menos examinado por profissional competente, não lhe seria imposto dirigir-se a pé à residência da avó e retornar tempos depois, em condição muito mais grave, que dificultou e prolongou o período de recuperação, gerando não só situação de risco grave, como dor e afastamento das atividades escolares”, afirmou a relatora Luciana Bresciani em voto.

 Os desembargadores Ricardo Dip e José Luiz Germano também integraram a turma julgadora, que negou provimento ao recurso do Poder Público por maioria.

Apelação n° 0004084-59.2009.8.26.0283

 Fonte: Comunicação Social TJSP 

× Converse pelo WhatsApp Available from 08:00 to 18:00