Aprovada diretriz de tratamento da Leucemia Mieloide Aguda

Reajustes de mensalidades dos planos de saúde
11 de setembro de 2014
ANS determina portabilidade especial para beneficiários da Assimédica
15 de setembro de 2014

10/09/2014

Mudanças são referentes a crianças e adolescentes e devem ser utilizadas pelas Secretarias de Saúde estaduais e municipais.

A Secretaria de Atenção à Saúde publicou portaria, no Diário Oficial da União desta quarta-feira (10), com as Diretrizes Diagnósticas e Terapêuticas referentes à Leucemia Mieloide Aguda de Crianças e Adolescentes.

As novas diretrizes contêm o conceito geral da leucemia mieloide aguda de crianças e adolescentes, critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismo de regulação, controle e avaliação.

 As mudanças são de caráter nacional e devem ser utilizadas pelas Secretarias de Saúde dos estados, Distrito Federal e municípios na regulação do acesso assistencial, autorização, registro e ressarcimento dos procedimentos correspondentes.

De acordo com a portaria, os gestores estaduais, distrital e municipais do SUS, conforme as suas competências e pactuações, deverão estruturar a rede assistencial, definir os serviços referenciais e estabelecer os fluxos para o atendimento dos indivíduos com a doença em todas as etapas descritas na publicação.

 O texto traz ainda a obrigatoriedade da conscientização do paciente, ou de seu responsável legal, dos potenciais riscos e efeitos colaterais relacionados ao uso de procedimentos ou medicamentos preconizados para o tratamento da leucemia mieloide aguda de crianças e adolescentes.

Confira todos os detalhes no anexo publicado no DOU desta quarta, das páginas 71 a 76.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Imprensa Nacional

× Converse pelo WhatsApp Available from 08:00 to 18:00